Curiosidades sobre o sangue

Imagem

 

  • Uma pessoa normal possui cerca de cinco litros de sangue, representando até 7% de seu peso. Ele é vermelho-vivo nas artérias e vermelho-escuro nas veias. São 96500 km de veias e artérias.
  • O sangue retirado do corpo coagula-se em seis minutos.
  • Em um minuto o sangue circula por todo o corpo. Essa viagem fica mais rápida ao praticarmos exercícios físicos. Quase um litro de sangue passa pelo cérebro nesse período.
  • Para quem vive ao nível do mar, uma gota de sangue contém 5 milhões de glóbulos vermelhos (ou hemácias). Em habitantes de regiões mais altas, esse número aumenta para 7 milhões. Eles transportam o oxigênio da respiração pelo corpo. O organismo destrói perto de 1 trilhão de glóbulos vermelhos por dia. Nessa mesma gota, temos 9 mil glóbulos brancos (ou linfócitos).
  • Eles formam o sistema imunológico, encarregado de defender o organismo contra os invasores. Existem ainda de 250 mil a 500 mil plaquetas sanguíneas. Ao ocorrer uma lesão num vaso, elas se juntam e constroem uma barreira para evitar a hemorragia.
  • Existem 10 bilhões de vasos capilares no corpo humano. É a esses vasos que os glóbulos vermelhos transferem o oxigênio que transportam para as outras células ao redor.
  • temperatura do sangue no coração é de 38,8 graus. No fígado ela aumenta para quarenta graus.
  • A principal fábrica de sangue é a medula óssea. Produz duzentos mililitros de sangue por minuto.
  • O sangue do tipo O é conhecido como doador universal. Ele pode ser injetado em qualquer pessoa. Mas quem tem esse tipo de sangue só pode receber transfusões do tipo O. Já o sangue A B é o receptor universal.
  • A AORTA é a maior artéria do corpoMede cinco centímetros de diâmetro e distribui o sangue a todas as partes do coração. Já a CARÓTIDA é uma importantíssima artéria que leva o sangue até a cabeça.

 

G6 3ºB – Nº29

Anúncios

Fotógrafo cria montagens surreais com cachorros abandonados para incentivar adoção

O fotógrafo hungáro Sarolta Bán utilizou o seu talento para incentivar as pessoas a adotarem cachorros abandonados.

No projeto Help Dogs with Images, ele coleta imagens de animais que procuram abrigo ao redor do mundo e cria montagens surreais. As pessoas que adotarem os cachorros recebem cópias das imagens.

As fotos também estão sendo comercializadas e parte da venda é revertida para os abrigos que cuidam dos animais.

Confira as fotos:

Fonte: https://catracalivre.com.br/geral/design-urbanidade/indicacao/fotografo-cria-montagens-surreais-com-cachorros-abandonados-para-incentivar-adocao/#

 

G3 – 3ºA

Nº28

Grandes Oportunidades…

Muito estudantes podem não saber, porém há oportunidade de participar de intercâmbio pelo Centro Paula Souza de forma gratuita!

Confira:

O Programa de Intercâmbio Cultural do Centro Paula Souza oferece bolsas de estudo de inglês e espanhol para alunos e professores das Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais. Criado em dezembro de 2010, o programa já contemplou 1.500 alunos e 300 professores que fizeram curso de um mês nos Estados Unidos, Inglaterra e Nova Zelândia. Para 2014, a novidade, diferente dos anos anteriores, será a inclusão de bolsas de estudo de espanhol para intercâmbio na Argentina e no Chile.

Qual é o objetivo do programa do intercâmbio cultural?

 O objetivo do programa é incentivar o aprimoramento da formação acadêmica e o ingresso no mercado de trabalho dos estudantes, utilizando a língua como ferramenta de acesso à informação e comunicação.

O que é necessário para poder participar?

É necessário estar no último módulo do curso técnico ou tecnológico para participar da seleção do programa. São escolhidos os melhores alunos – considerando-se as notas e a frequência – de cada unidade.

Há oportunidades para nossos Professores também!
 Para os docentes, o curso tem foco no ensino e oferece uma importante oportunidade de aperfeiçoamento profissional. Em 2013, o valor do investimento do Governo do Estado no intercâmbio é de R$ 10,1 milhões.

 O que acontece com o estudante após ser escolhido?

Os participantes viajam com as despesas pagas – curso, alimentação, acomodação, passagem aérea, traslado, transporte e seguro saúde – com exceção dos custos com passaporte e visto, que deverão ocorrer por conta dos participantes. Os jovens que forem selecionados passarão 4 semanas no país onde ocorrerá o curso, matriculados em aulas compatíveis com seu nível de aprendizado daquela língua.

É uma grande oportunidade que não pode deixar passar pelos alunos da Etec BeST!

Até dia 27 de Junho de 2014, os estudantes concluintes do primeiro semestre deste mesmo ano, podem inscrever-se no site do Centro Paula Souza, assim como mais informações.

Boa sorte aos que irão se inscrever, e um ótimo desempenho escolar aos que iniciaram seus estudos recentemente!

Fonte:http://www.centropaulasouza.sp.gov.br/

G3-3º A, nº 34.

VIGOREXIA

A vigorexia, transtorno dismórfico muscular ou Síndrome de Adonis, é uma doença psicológica caracterizada por uma insatisfação constante com o corpo, que afeta principalmente os homens, levando-os à prática exaustiva de exercícios físicos.

Sintomas da vigorexia

O principal sintoma da vigorexia é o fato de o indivíduo estar em ótima forma física e continuar achando que seu corpo é inadequado, por ser muito fraco. Outros sintomas são:

  • Dor muscular persistente por todo o corpo
  • Cansaço ao extremo
  • Irritabilidade
  • Depressão
  • Anorexia/ Dieta muito restritiva
  • Insônia
  • Aumento da frequência cardíaca ao repouso
  • Menor desempenho durante o contato íntimo
  • Sentimento de inferioridade

Por norma, os vigoréticos adotam uma alimentação muito restritiva e passam a eliminar o consumo de gorduras, exagerando no consumo de alimentos ricos em proteínas, com vistas no aumento da massa muscular. É comum que eles também abusem dos anabolizantes.

Eles ficam sempre insatisfeitos com os resultados, vendo-se como indivíduos muito magros, apesar de serem muito fortes e terem músculos muito bem desenvolvidos. Por isso, a vigorexia é considerada um tipo de Transtorno Obsessivo Compulsivo e necessita de tratamento.

Causas da vigorexia

As causas da vigorexia são psicológicas, mas acredita-se que possa haver alguma relação com os neurotransmissores do sistema nervoso central, pois alguns casos de vigorexia foram precedidos por doenças como meningite ou encefalite.

Consequências da vigorexia

Com o passar do tempo, a vigorexia pode gerar consequências danosas ao organismo, como insuficiência renal ou hepática, problemas de circulação sanguínea e depressão.

Se houver abuso do uso de anabolizantes, pode haver doenças cardiovasculares envolvidas, câncer de próstata e diminuição do tecido testicular.

Tratamento para vigorexia

O tratamento mais indicado em caso de vigorexia é a psicoterapia, cujos objetivos serão fazer o indivíduo aceitar-se como realmente é e aumentar a sua autoestima. Além disso, pode ser necessário tomar medicamentos à base de Serotonina e uma alimentação equilibrada, orientada por um nutricionista.

http://www.tuasaude.com/vigorexia/

N° 20 – 3°A – G3

Nota

Comidas que garantem bom humor 

 

Todo mundo sabe que, quando um gordo fica com fome, inevitavelmente, ele também se torna o maior mal humorado da face da terra. Também sabe que, para fazer um peso-pesado feliz, basta lhe oferecer comida.

Porém, para os magros, a coisa pode ser um pouco mais complicada. Por isso, há especialistas por aí defendendo que alguns alimentos têm o poder mágico de melhorar o humor.

Quem está achando essa conversa muito esquisita, saiba que assunto é tão sério que existem até centros como o britânico Food and Mood Institute que, assim como outras instituições respeitadas ao redor do planeta, realiza pesquisas a respeito da influência da dieta nos ânimos.

Portanto, mesmo que para você o simples fato de se tratar de comida já é suficiente para abrir o sorriso, não custa nada, antes de escolher os alimentos baseado apenas no paladar ou em outros critérios conscientes, prestar atenção naqueles que são inconscientes, ou seja, que mudam a química do cérebro e melhoram seuhumor.

ProteínasProteínas para sorrir

Claro que tem gordo por aí dizendo que uma boa picanha é capaz de fazer a alegria de qualquer um. Sabe por que? Por causa de um tal triptofano, encontrado em carnespeixes,ovosleite e seus derivados. Alimentos como o grão-de-bico, aervilha e os feijões também oferecem boas doses dele.

Dietas recheadas com esses alimentos garantem serotonina, uma vez que o triptofano “ajuda” na montagem molecular desse neurotransmissor, conhecido como uma substância que atua diretamente no humor de modo geral.

Por isso, a tendência em se sentir feliz depois de um bom churrasco ou feijoada. Por outro lado, quando faltam fontes de triptofano no prato, abrem-se brechas para que o dia-a-dia seja cinza, sem a menor graça.

CarboidratosCarboidratos da felicidade

Mas a felicidade vai muito além de proteína. Óbvio. Aliás, quem consegue manter um sorriso no rosto ficando longe das massaspãesbatatas e arroz? Entra em cena então o carboidrato que é fundamental para o funcionamento do cérebro.

Alimentos ricos em carboidrato promovem aumento nas taxas de insulina. Essa elevação, por sua vez, está por trás de uma maior captação dos aminoácidosque competem com o triptofano para entrar no cérebro. Assim, essa substância ganha mais espaço na cuca. Isso colabora para a produção e a atividade daserotonina e… olha aí o sentimento de bem-estar de novo!

Café da manhãComeçando o dia feliz

Quem pesquisa dieta e humor sempre faz questão de frisar a importância docafé-da-manhã. Para saltar da cama bem cedinho, nossa cabeça precisa repor o estoque de açúcar, uma vez que o sistema nervoso central consome quantidades relativamente grandes de glicose. A hipoglicemia sinaliza uma ameaça ao funcionamento normal do cérebro, o que gera reações como aansiedade. Bingo! Está explicado o meu tremendo mau humor matinal!

PeixesPeixinho do bom humor

Claro que nossa cabeça não consome vorazmente apenas glicose e que ela precisa estar com os estoques de todos os nutrientes bem equilibrados. Um exemplo é o ômega-3 encontrado nos pescados de água fria, como o atum e osalmão. Essa gordura “do bem” colabora para a produção de neurotransmissores. Além disso, tem ação antiinflamatória e é valiosa para, indiretamente, evitar a irritação.
Então, caro gordinho, caia de boca no sashimi e principalmente no sushi – que é a mistura de arroz (carboidrato) com peixes.

Mariscos, milho e brocoliAlegria se escreve com B

Os ranzinzas crônicos precisam colocar em dia as doses devitaminas B. O maior destaque vai para o ácido fólico, presente em vegetais como os brócolis, o cogumelo, o tomatee a rúcula. Essa substância interage com a serotonina e com a noradrenalina.

vitamina B6 anda surpreendendo os estudiosos por sua atuação no cérebro. Ela é essencial para o aproveitamento doscarboidratos e na condução dos impulsos nervosos. Por isso, pode se empanturrar de milho e banana, duas ótimas fontes.

Já a vitamina B12 tem sua deficiência relacionada com adepressão. Para não ficar em baixa com o nutriente, basta incluir no cardápio ostrasmariscos e carne vermelha magra.

Por fim, tem a vitamina B1, nutriente essencial na síntese de neurotransmissores relacionados ao bem-estar, além de participar da conversão de glicose em energia, é encontrado na carne de porco, no pistache e nocaju.

Abóbora e castanha do paráMinerais da energia

Para domar o mau humor, que tal investir em alguns minerais?

Beliscar sementes de abóbora torradas pode, inclusive, ser uma forma de combater a vontade de sair por aí quebrando tudo, uma vez que elas são ricas em magnésio – substância importante para o aproveitamento da energia -, além de fornecer potássio, outro nutriente que contribui para afastar a fadiga.

Tá bom. Comer semente de abóbora é demais para você? Então dá para ingerir magnésio através das sementes e castanhas oleaginosas, isto é, amêndoasnozesamendoins ecastanhas, que também oferecem o cobre – importante para a formação das moléculas de ATP, o conhecido “combustível celular”. Elas são ainda campeãs em selênio, especialmente a castanha-do-brasil, que antigamente a gente chamava de castanha-do-pará. A deficiência desse mineral pode afetar na regulação dohumor.

Fonte: http://papodegordo.com.br/2009/09/21/alimentos-alteram-humor/

G3 – 3°A – 29/30 

Curiosidades: 34 coisas que você não pode morrer sem saber!

  1. Ratos não vomitam.
  2. coisas-elefante15% das mulheres americanas mandam flores para si mesmas no dia dos namorados.
  3. A cada ano, 98% dos átomos do seu corpo são substituídos.
  4. O elefante é o único animal com quatro joelhos.
  5. Seu cabelo cresce mais rápido a noite, e você perde em media 100 fios por dia.
  6. Oceano Atlântico é mais salgado que o Pacífico.
  7. O Oceano Pacífico é mais alto que o Atlântico, por isto existe o canal do panamá.
  8. O nome completo do Pato Donald é Donald Fauntleroy Duck.
  9. Você pisca aproximadamente 25 mil vezes por dia.
  10. Em 1997, as linhas aéreas americanas economizaram US$ 40.000 eliminando uma azeitona de cada salada.
  11. Uma girafa pode limpar suas próprias orelhas com a língua.
  12. Milhões de árvores no mundo são plantadas acidentalmente por esquilos que enterram nozes e não lembram onde eles as esconderam.
  13. Comer uma maçã é mais eficiente que tomar café para se manter acordado.
  14. As formigas se espreguiçam pela manhã quando acordam.
  15. Os russos atendem ao telefone dizendo ?Estou ouvindo?.
  16. As escovas de dente azuis são mais usadas que as vermelhas.
  17. O porco é o único animal que se queima com o sol além do homem.
  18. Ninguém consegue lamber o próprio cotovelo, é impossível tocá-lo com a própria língua.
  19. Só um alimento não se deteriora: o mel.
  20. Os golfinhos dormem com um olho aberto.
  21. Um terço de todo o sorvete vendido no mundo é de baunilha.
  22. As unhas da mão crescem aproximadamente quatro vezes mais rápido que as unhas do pé.
  23. O olho do avestruz é maior do que seu cérebro.
  24. Os destros vivem, em média, nove anos mais que os canhotos.
  25. O “quack” de um pato não produz eco, e ninguém sabe porquê.
  26. A barata consegue sobreviver por nove dias sem a cabeça antes de morrer de fome.
  27. O músculo mais potente do corpo humano é a língua.
  28. É impossível espirrar com os olhos abertos.
  29. “J” é a única letra que não aparece na tabela periódica.
  30. Uma gota de óleo torna 25 litros de água imprópria para o consumo.
  31. Os chimpanzés e os golfinhos são os únicos animais capazes de se reconhecer na frente de um espelho.
  32. Rir durante o dia faz com que você durma melhor à noite.
  33. 40% dos telespectadores do Jornal Nacional dão boa-noite ao William Bonner no final.
  34. Aproximadamente 70 % das pessoas que lêem este email, tentam lamber o cotovelo.Imagem


G6 3°B Tamires Bispo n°42

Esta torre puxa água potável do ar

O designer industrial Arturo Vittori inventou uma torre que pode proporcionar mais de 95 litros de água potável por dia a aldeias remotas de todo o mundo

.Imagem

Em algumas partes da Etiópia, encontrar água potável é uma jornada de seis horas. Além de demorar pra chegar até ela, quando as pessoas encontram água, muitas vezes ela não é segura para beber, já que é coletada de lagoas ou lagos repletos de bactérias infecciosas, contaminados com resíduos de animais ou outras substâncias nocivas.

A escassez de água afeta quase 1 bilhão de pessoas só na África. Esse problema tem atraído a atenção de grandes nomes filantropos, como o ator e cofundador da organização Water.org Matt Damon e o cofundador da Microsoft Bill Gates que, através de suas respectivas entidades sem fins lucrativos, já gastaram milhões de dólares em pesquisa para chegar a soluções como um sistema que converte água do vaso sanitário em água potável.

Os críticos, no entanto, têm suas dúvidas sobre como integrar essas tecnologias complexas em vilarejos remotos que não têm sequer acesso a água. Os custos e a manutenção podem tornar muitas dessas ideias impraticáveis.

Outras invenções de baixa tecnologia podem não ser tão complicadas, mas ainda dependem dos usuários encontrarem uma fonte de água, o que, como já foi estabelecido, é um grande problema na Etiópia, por exemplo.

Foi pensando neste dilema – achar uma forma prática e conveniente de levar água a esses locais – que Vittori, junto com seu colega Andreas Vogler, criou a torre.

A estrutura de baixo custo e facilmente montável chama-se Warka Water (nomeada a partir de uma figueira nativa da Etiópia). O invólucro exterior rígido de 9,15 metros de altura é composto por hastes leves e elásticas, colocadas em um padrão que oferece estabilidade em face de rajadas de vento forte, mas que permite que o ar flua. Uma rede de malha, feita de nylon ou polipropileno, paira dentro da torre, recolhendo as gotas de orvalho que se formam ao longo da sua superfície. Conforme ar frio se condensa, as gotículas rolam para baixo dentro de um recipiente, na parte inferior da torre. A água neste recipiente, em seguida, passa através de um tubo que funciona como uma torneira, transportando-a para aqueles que estão no chão.

Usar malha para capturar água potável não é um conceito totalmente novo. Alguns anos atrás, um estudante do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (EUA) projetou um dispositivo para “colher” nevoeiro. A invenção de Vittori produz mais água a um custo mais baixo, no entanto.

“Na Etiópia, infraestruturas públicas não existem e a construção de algo como um poço não é fácil. Para encontrar água, é preciso perfurar profundamente o solo, muitas vezes tanto quanto 490 metros. Então, é tecnicamente difícil e caro. Além disso, as bombas precisam de eletricidade para funcionar, bem como o acesso a peças de reposição no caso de quebra”, explica Vittori.

Já a torre de água Warka pode fornecer mais de 95 litros de água ao longo de um dia de forma barata e simples. Como o fator mais importante na coleta e condensação é a diferença de temperatura entre o anoitecer e o amanhecer, as torres funcionam bem inclusive no deserto, onde as temperaturas podem variar até 27 graus Celsius em 24 horas.

A estrutura, feita a partir de materiais biodegradáveis, é fácil de limpar e pode ser erguida sem ferramentas mecânicas em menos de uma semana. Além disso, uma vez que os habitantes locais aprenderem a montá-la, serão capazes de ensinar outras aldeias e comunidades a construir sua própria Warka.

Ao todo, cada torre custa cerca de US$ 500 (cerca de R$ 1.100) para ser montada – menos de um quarto do custo de algo como o vaso sanitário conversor, que sai cerca de US$ 2.200 (R$ 4.860) para instalar, e mais para manter. Se for produzida em massa, o preço seria ainda menor.

A equipe de Vittori espera instalar duas torres Warka na Etiópia até o próximo ano, e está atualmente à procura de investidores interessados em levar a tecnologia de captação de água a toda a região.

“Não é apenas a incidência de doenças que estamos tentando diminuir. Muitas crianças etíopes de aldeias rurais passam várias horas por dia buscando água, tempo que poderiam investir em atividades mais produtivas e em educação”, diz Vittori.

http://hypescience.com/esta-torre-puxa-agua-potavel-do-ar/

G6 3ºB – Nº 09